Santos Dumont – O hóspede do quarto 02

por | 5/10/2021

Hoje vou falar de um dos brasileiros mais importantes da história: o aviador, esportista e inventor Santos Dumont. Conheça um pouco da visita de Santos Dumont por Foz do Iguaçu, onde teve um papel fundamental para o turismo da cidade.

Santos Dumont e sua invenção
Santos Dumont

Poucos sabem, mas o “pai da aviação” teve um papel fundamental na consolidação do setor turístico e hoteleiro de Foz do Iguaçu. Graças a ele, o Parque Nacional do Iguaçu deixou de ser propriedade particular do Sr. Jesus Val (um espanhol gente fina) para se transformar em patrimônio da humanidade.

Papel fundamental em Foz do Iguaçu

Uma história interessante é que após participar de uma conferência no Chile, em abril de 1916, Santos Dumont decidiu visitar a tríplice fronteira, antes de retornar para o Rio de Janeiro. Passou por Buenos Aires (onde foi recebido com festa), depois Posadas, até chegar de barco a vapor em Puerto Iguazú, pertinho do antigo (e saudoso) Bar “La Barranca”.

Leia também: Histórias de Foz: o Casarão da Dumond

Na época, o inventor do avião era mais popular que o Pelé e Maradona juntos, seguido sempre de perto por uma multidão de fãs, em qualquer lugar do mundo. O rebuliço chamou a atenção do Sr. Frederico Engel, o primeiro hoteleiro da cidade, que teve a ideia de convidar o célebre turista a conhecer o exuberante e lendário Salto Santa Maria.

Estátua Santos Dumont
Estátua de Santos Dumont que está no Parque Nacional do Iguaçu

Com o apoio do prefeito Jorge Schimmelpfeng, foram até o “Gran Hotel” de propriedade do Sr. Leandro Arrechea no lado argentino, onde ele estava hospedado. Santos Dumont, um típico canceriano, no sentido criativo, sonhador, parceiro e regido pelo elemento água, é claro topou na hora! Mas o trajeto até às Cataratas não era fácil.

A “highway” da época não era asfaltada. E depois de um churrasco (Engel era gaúcho de Porto Alegre) partiram a cavalo pela trilha na mata, mantida pelo próprio Sr. Engel, em uma viagem que levava até seis horas. Alojaram-se na filial do “Hotel Brasil”, na época um casarão de madeira arrendada do Sr. Jesus Val, que ficava nas Cataratas onde hoje está o peculiar e luxuoso Belmond Hotel das Cataratas.

Cataratas do Iguaçu
Cataratas do Iguaçu, em Foz do Iguaçu

Sua passagem por Foz

Foi amor a primeira vista! O aviador ficou enamorado pelas Cataratas do Iguaçu, e ao mesmo tempo decepcionado ao saber que aquela formosura tinha um “dono”. Foi quando disse a célebre frase: “Posso dizer-lhe, Frederico Engel, que estas maravilhas em torno das Cataratas não podem continuar a pertencer a um particular”.

Santos Dumont gostou muito do lugar! Por dois dias fez passeios diurnos, noturnos, sentiu cheiros, observou plantas, animais, e muito destemido, subiu em uma tora saliente quase se espatifando na garganta do diabo.

Tão intensa foi a experiência, que ao invés de voltar para o Rio de Janeiro como planejado, decidiu ir a Curitiba pedir ao governador Afonso Camargo, para que tornasse a área um santuário público. Prestígio para isso ele tinha de sobra…

Partiu então a cavalo pela mata, seguindo uma linha telegráfica por seis longos dias e noites (acompanhado de um fiscal da prefeitura e um soldado da polícia) até a capital do estado.

Placa Santos Dumont
Homenagem ao Santos Dumont que está no Parque Nacional do Iguaçu

E o plano deu certo! Logo após ser recebido pelo governador, a área das Cataratas foi devidamente desapropriada, abrindo o caminho para a criação do Parque Nacional do Iguaçu, reconhecido pela Unesco como Patrimônio Natural da Humanidade.

Inicialmente, Dumont ficou hospedado no quarto 02 do “Hotel Brasil” do Sr. Engel, um antigo sobrado de madeira localizado onde hoje é o Banco Bradesco, na Av. Brasil. A Desapropriação foi feita por meio do Decreto Estadual 653, de 28 de julho de 1916.

Por: Marcos Kidricki Iwamoto

Descubra o lado cool de Foz do Iguaçu • Anfitriã de Foz do Iguaçu

Faça download do checklist:
O que trazer na mala

eu AMO viajar e estou sempre visitando novos destinos. Depois de tantos passeios, aprendi que montar minha mala do jeito certo é essencial para o sucesso da minha viagem.

Este guia é baseado em Foz do Iguaçu, para que você venha visitar a minha cidade com tudo que você precisa para aproveitar ao máximo! Deixe seus dados abaixo para fazer download do material e boa viagem!

Não enviamos spam! Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.

Navegue por tags:

Posts recentes

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Saltos del Monday - Foz do Iguaçu

Giovanna Salvatti
Descubra o lado cool de Foz do Iguaçu
Relações Públicas • Gastronomia • Luxury management

Publicidade

Meus parceiros

Share This
Compartilhar
Twittar
Compartilhar
Pin