“A Nonna Filó”

por | 15/11/2021

Um dos capítulos mais bonitos da história da nossa cidade começou a ser escrito na colônia de Linha Farroupilha, no Rio Grande do Sul 🇮🇹

Lá cresceu a “Srta. Philomena Maria Morello”, uma moça muito bonita e alegre, a sétima dos dez filhos da Sr. Pedro e Sra. Joana Morello.

Apesar da vida rústica e pesada do campo, ela teve uma infância muito feliz…

Acordavam cedo para tomar um delicioso café da manhã a base de polenta brustolada, depois seguiam para a lavoura, brincando e cantando.

Aliás, depois do jantar era comum uma roda de violão e cantoria na casa dos Morello 🎶

Aos sábados, a sala de jantar se transformava no salão de bailes da colônia, rolavam vinhos, danças e música ao vivo, até o sol nascer.

Em um desses “rolês”, a Srta. Filó se encantou pelo elegante Sr. Olímpio Rafagnin, com quem se casou e teve oito filhos e quatorze netos.*

Como “Sra. Philomena Morello Rafagnin”, pode então se dedicar a atividade que mais gostava:

Alimentar o corpo e alma das pessoas…

Desde o primeiro Bar em São João da Urtiga, com pastel e mesa de sinuca, a família trilhou um bom caminho até chegar a Foz do Iguaçu.

Abriram uma hospedaria em Corbélia que não tinha “recepção”, os hóspedes simplesmente chegavam e saiam na base da confiança.

Depois tiveram uma lanchonete em Cascavel, que ficou famosa por causa da buchada com pão e vinho da Sra. Philomena 😋

Nessa época, ela também fazia suspiros que os filhos Névio e Neuso vendiam na rua…

Em 1962, chegou em Foz para tocar (sozinha) a cozinha da primeira churrascaria da cidade, a “São Cristóvão”, em frente ao Shopping JL.

E bombou!

O lugar ficou pequeno, então decidiram abrir a “Churrascaria dos Pampas”, localizada onde é o Colégio Caesp, na Almirante Barroso.

Os negócios continuaram a crescer. Vieram o “Palácio da Costela” na Av. JK, o Restaurante da Av. Brasil, a Churrascaria Campestre, etc.

E a Dona Filó estava sempre lá, testando suas próprias receitas, recebendo mercadorias às seis da manhã e faxinando até meia noite 💪

Até hoje os clientes voltam por causa do Tortéi de Cabotiá, da maionese, do sagú de vinho, do pudim de leite cremoso, entre outros.

Como mãe, é parceira, daquelas que sofrem e vibram junto com as suas crias…

Apesar dos afazeres, sempre dava um jeito de levar as crianças para curtirem o Carnaval no saudoso “Oeste Paraná Clube”.

Como uma típica capricorniana, ela não perde a oportunidade de “botar a mão na massa”…

Aos 91 anos, ainda comanda o buffet quando visita os restaurantes da família, testa o ponto da massa, a espessura dos molhos, etc.

E os seus colaboradores?

São o maior patrimônio da família Rafagnin!

Ela faz questão de agradecer um por um, sabe o nome de todos, inclusive dos seus filhos, que inclui sempre em suas orações 🙏

Em outros tempos, a Filó estaria cuidando das lembrancinhas dos funcionários, ou decorando as árvores de Natal da empresa.

Mas esse ano está em casa, rezando por cada um dos filhos, netos, bisnetos, colaboradores e amigos, com o seu imensurável amor ❤️

Feliz Natal, Nonna Filó 🎄🎁

(Uma história baseada no livro “Philomena”)

Marcos mora em Foz do Iguaçu e é um explorador apaixonado da cidade. Concedeu seus textos para serem compartilhados aqui no meu blog

Faça download do checklist:
O que trazer na mala

eu AMO viajar e estou sempre visitando novos destinos. Depois de tantos passeios, aprendi que montar minha mala do jeito certo é essencial para o sucesso da minha viagem.

Este guia é baseado em Foz do Iguaçu, para que você venha visitar a minha cidade com tudo que você precisa para aproveitar ao máximo! Deixe seus dados abaixo para fazer download do material e boa viagem!

Não enviamos spam! Leia nossa política de privacidade para mais detalhes.

Navegue por tags:

Posts recentes

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Saltos del Monday - Foz do Iguaçu

Giovanna Salvatti
Descubra o lado cool de Foz do Iguaçu
Relações Públicas • Gastronomia • Luxury management

Publicidade

Meus parceiros

Share This
Compartilhar
Twittar
Compartilhar
Pin